top of page

A acupuntura pode ajudar sobreviventes de cancro com dor crónica?

Os sobreviventes de cancro debatem-se entre viver com a dor ou usar medicamentos como anti-inflamatórios que podem melhorar a dor, mas aumentam o risco de lesão renal e hemorragia gastrointestinal.


Os tratamentos não farmacêuticos têm outra vantagem potencial, pois não precisamos nos preocupar com a interferência da acupuntura nos tratamentos oncológicos que os pacientes estão recebendo.


Um relatório de especialistas numa conferência promovida em 2017 pelo NCI dos EUA sobre o tema concluiu que técnicas de manipulação de acupuntura produzem uma variedade de efeitos fisiológicos, tanto centralmente quanto perifericamente, baseados em estudos clínicos


Estudos sugerem que 30% a 40% dos sobreviventes do cancro experimentam dor crónica relacionada ao cancro ou ao tratamento. Investigadores continuam a testar novas maneiras de controlar a dor, incluindo analgésicos e abordagens de medicina complementar, como Yoga e acupuntura.




Há necessidade de tratamento não farmacêutico da dor


Os sobreviventes de cancro discutem se devem conviver com a dor ou usar medicamentos como anti-inflamatórios, que podem melhorar a dor, mas aumentam o risco de lesão renal e sangramento gastrointestinal.

Dois tipos de acupuntura podem ajudar a reduzir a dor crónica em sobreviventes de cancro, sugerem os resultados de um grande ensaio clínico. Os sobreviventes de cancro que participaram do estudo relataram melhorias na dor após receberem acupuntura, em comparação com aqueles que receberam tratamento padrão para a dor.

Embora vários estudos tenham descoberto que a acupuntura parece reduzir a dor em pessoas sem cancro, o ensaio é um dos primeiros grandes estudos clínicos randomizados concebidos para testar se a terapia pode oferecer alívio para a dor relacionada com o cancro em sobreviventes de uma série de cancros diferentes.

Os investigadores que lideraram este novo estudo reconheceram vários fatores que poderiam ter afetado seus resultados, incluindo o fato de não haver nenhum grupo de participantes que recebeu uma versão placebo da acupuntura. Outros pesquisadores não envolvidos no estudo também apontaram que a falta de um “braço” placebo do estudo torna difícil descartar a possibilidade de que as melhorias da dor relatadas por aqueles que receberam acupuntura fossem resultado de um “efeito placebo”.


O ensaio envolveu um amplo grupo de sobreviventes de cancro com histórico de cancro de mama, próstata, linfoma e outros tipos de cancro e testou dois tipos de acupuntura.

No estudo, liderado por Jun Mao, MD, chefe do Serviço de Medicina Integrativa do Memorial Sloan Kettering Cancer Center, os participantes que receberam eletroacupuntura relataram um controle da dor modestamente melhor do que aqueles tratados com acupuntura auricular. Ambos os tipos de acupuntura foram superiores aos cuidados habituais. No geral, a diminuição da dor durou muito além da última sessão de tratamento – até 4 meses, relataram os pesquisadores em 18 de março no JAMA Oncology.

“É muito notável que os efeitos da acupuntura persistiram ao longo do tempo”, diz Heather Greenlee, N.D., Ph.D., diretora do Programa de Medicina Integrativa do Fred Hutchinson Cancer Research Center, que não esteve envolvida no estudo, mas foi investigadora do um ensaio anterior com acupuntura para reduzir a dor em mulheres em tratamento de cancro de mama. “Observamos um resultado semelhante em nosso estudo: um curso bastante curto de acupuntura demonstrou efeitos clínicos sustentados na redução da dor.”

Em comparação com os sobreviventes que receberam eletroacupuntura, os participantes que receberam acupuntura auricular tiveram maior probabilidade de relatar efeitos colaterais, principalmente dor de ouvido, e interromper o tratamento devido aos efeitos colaterais.



Baseado em


11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page